SOROCHE – O MAL DE ALTITUDE

Em nossos circuitos de viagem gostamos de passar por montanhas. Parece-nos divertido, pois apesar do esforço, as mudanças de clima e paisagem tornam a viagem mais dinâmica.

Atravessamos várias grandes cordilheiras pelo mundo e nunca tivemos tantos problemas com altitude como em nossa última viagem pelo Altiplano. Não há uma droga que iniba a altitude, a melhor dica para evitar problemas é subir lentamente e tentar dormir no local mais baixo que conseguir. A bicicleta, com sua velocidade natural, sempre nos proporcionou a aclimatação no tamanho certo. No alto, sentíamos reações diferentes, mas nada que um pouco de calma e um analgésico não pudessem resolver.

Ao contrário, a viagem pelo Altiplano começou no aeroporto de La Paz, a quase quatro mil metros de altitude. Nosso costume é montar as bicicletas no próprio aeroporto e sair pedalando, entretanto, de antemão sabíamos que seria algo extenuante e arriscado demais.

(…)

Para ler a matéria completa CLIQUE AQUI e acesse o site da REVISTA BICICLETA.

A matéria também  foi publicada na REVISTA BICICLETA impressa – Edição 70 – janeiro/fevereiro de 2017. Caso queira comprar a revista, clique aqui.

Assista ao trailer do documentário de nossa viagem pelo Altiplano: ENTRE SALARES E DESERTOS, MONTANHAS E VULCÕES – do altiplano andino ao Atacama em bicicleta.

Clique para saber como adquirir o documentário completo desta viagem!

compartilhe!
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmail